Campos com 1º lote da vacina contra a Mpox (varíola dos macacos)

Compartilhe...

Campos recebeu o primeiro lote da vacina contra a Mpox, popularmente chamada de varíola dos macacos. A imunização começa nesta segunda-feira (27) e acontecerá, diariamente, no Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE) e na Unidade Pré-Hospitalar Saldanha Marinho. O público-alvo nessa fase inicial são pessoas que estão no grupo de risco para as formas mais graves da doença. A campanha de vacinação foi dividida em duas categorias, ou seja, pré-exposição e pós-exposição. Cada pessoa deverá receber duas doses do imunizante, com intervalo de 28 dias.

Pela pré-exposição ao vírus, deve receber a vacina contra a Mpox as pessoas que vivem com HIV/Aids: homens cisgêneros, travestis e mulheres transexuais com idade igual ou superior a 18 anos e que possuem estatus imunológico identificado pela contagem de linfócitos T CD4 inferior a 200 células nos últimos seis meses. Para esse grupo a vacinação será no Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), localizado no prédio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), antigo Centro de Saúde, na rua Gil de Góis, nº 157, no Centro, onde as doses estão disponíveis das 8h30 às 17h, mediante listagem nominal enviada pelo Centro de Doenças Infecto-Parasitárias (CDIP).

Os profissionais de laboratórios que trabalham diretamente com Orthopoxvírus com nível de biossegurança 3 (NB3), entre 18 e 49 anos, independente de sexo, também estão aptos a receberem a vacina. A aplicação, que também ocorrerá no CRIE, será feita após contato da Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav) com o laboratório, que também deverá enviar a lista com nome dos profissionais.

Na categoria pós-exposição ao vírus podem receber as doses quem tem entre 18 e 49 anos e teve contato de forma direta com secreções e fluidos corporais de pacientes suspeitos, prováveis ou confirmados com a doença, cuja exposição seja classificação de alto e médio risco. Para se imunizar, o indivíduo, independente do sexo, terá que apresentar o encaminhamento médico. A aplicação será na Unidade Pré-Hospitalar Saldanha Marinho, das 11h às 20h, através de encaminhamento médico.

“Quem já foi diagnosticado com a Mpox ou apresentar uma lesão suspeita no momento da vacinação não deverá receber a dose”, explica o assessor técnico de Imunizações da SMS, Leonardo Cordeiro.

A doença Mpox é causada pelo vírus Monkeypox. Os dados divulgados pela Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (SUBPAV), em 2022 foram quatro casos confirmados da doença e um óbito que ocorreu em 29 de agosto. Já em 2023, foi apenas um caso confirmado.

Aguas do Paraiba - Pague com PIX 800x250

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *