RJ mantém a 2° posição no ranking nacional de geração de empregos nos últimos 12 meses

Compartilhe...

O Rio de Janeiro manteve o segundo lugar no ranking nacional de empregos nos últimos 12 meses, com um saldo de 186.598 vagas criadas no período. O Estado também apresentou excelente resultado no mês de março, com a criação de 19.427 postos de trabalho com carteira assinada, consolidando sua posição entre os que mais geram empregos formais no país. Os dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quinta-feira (27/4) pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

– A geração de empregos é um dos mais importantes indicadores do desenvolvimento econômico. Os resultados do Novo Caged comprovam nosso bom desempenho, mas queremos ir além. Temos como prioridade, também, a melhoria da formação e qualificação da mão de obra fluminense para elevar a produtividade de todos os setores de atividade econômica, gerando mais renda para a população e riqueza para o Rio de Janeiro – declarou o governador Cláudio Castro.

A análise do Novo Caged, realizada pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Trabalho e Renda, identificou que os setores de atividade econômica de Serviços, Construção e Indústria foram os maiores responsáveis pelo crescimento do número de contratações no estado, em março. Entre os municípios que mais criaram empregos, o Rio de Janeiro é o que teve melhor saldo, com 7.106 novos postos de trabalho, seguido por Nova Iguaçu (1.578), Macaé (1.524), Duque de Caxias (1.043) e Campos dos Goytacazes, que gerou 784 oportunidades.

As mulheres ocuparam 45% das vagas, enquanto os homens ficaram com 55% do total de empregos criados. Por idade, o maior saldo de vagas ficou entre as pessoas de 18 a 24 anos e, por escolaridade, a maioria dos postos de trabalho foi ocupada por quem tinha Ensino Médio completo.

– Temos concentrado ações para incentivar a qualificação profissional e aumentar a oferta de vagas, por meio de parcerias com a iniciativa privada, e os dados divulgados pelo Novo Caged refletem os resultados desse trabalho contínuo – destacou a secretária estadual de Trabalho e Renda, Kelly Mattos.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *