Progressos de Quissamã na educação inclusiva em destaque no seminário da justiça

Compartilhe...

No seminário regional “Sistema de Justiça e Educação Inclusiva – Desafios e Perspectivas” realizado em Macaé, a secretária de Educação de Quissamã, Helena Lima, destacou os avanços conquistados na área da Educação Inclusiva nas 16 escolas e creches do município. O evento contou com a participação dos Promotores de Justiça Bruno Cavaco, Lucas Bernardes e Fabrício Bastos, além das Defensoras Públicas Marina Lopes e Maísa Sampaio.

Representantes da Educação de outros municípios, como Casimiro de Abreu, Carapebus, Conceição de Macabu e Rio das Ostras, também estiveram presentes ao lado de Quissamã e Macaé.

Nos últimos 7 anos, a Prefeitura de Quissamã realizou diversas ações, incluindo a inauguração do Centro de Atendimento Educacional Especializado de Quissamã (CAEEQ), a contratação de professores especializados em Libras e Braille, a aquisição de transporte escolar acessível, e a expansão do Núcleo de Apoio ao Educando (NAE) e do Espaço de Apoio Pedagógico (EAP).

Helena Lima, secretária de Educação, enfatizou a importância da colaboração entre os municípios da região para discutir práticas e experiências na área da educação inclusiva, destacando a relevância das contribuições dos promotores, defensores e juízes nesse processo de evolução, visando garantir direitos e qualidade de aprendizagem.

O promotor de Justiça Bruno Cavaco salientou que o seminário proporcionou uma valiosa oportunidade para refletir coletivamente sobre as perspectivas entre a educação inclusiva e o sistema de justiça.

“Essas são questões complexas e interdisciplinares, exigindo respostas construídas com contribuições transversais de gestores, conselhos, Defensoria e Ministério Público. Todos estão engajados em encontrar soluções que tornem a política pública de educação inclusiva cada vez mais eficaz”, declarou Bruno Cavaco.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *