Pesquisadores divulgam a descoberta de novos antibióticos capazes de eliminar bactérias resistentes

Compartilhe...

Pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, em parceria com a farmacêutica suíça Hoffmann-La Roche, anunciaram a descoberta de uma nova classe de antibióticos chamada Zosurabalpina. Este tratamento demonstrou eficácia contra bactérias resistentes a medicamentos. A notícia é especialmente relevante no combate à acinetobacter baumannii, uma das três bactérias mais ameaçadoras à saúde humana devido à sua notável resistência.

A acinetobacter baumannii é conhecida por causar infecções graves nos pulmões, trato urinário e sangue, sendo comumente encontrada em ambientes hospitalares. Nos Estados Unidos, ela já provocou mais de 8 mil infecções e resultou em 700 mortes. A complexidade de tratar essa bactéria reside na sua habilidade de impedir a ação dos antibióticos, graças à sua camada celular externa.

A nova classe de antibióticos, Zosurabalpina, interrompe o transporte da substância lipopolissacarídeo (LPS) para a membrana externa da bactéria, levando à sua morte. Esta abordagem única oferece uma perspectiva promissora no desenvolvimento de medicamentos que possam alvejar o mesmo sistema de transporte em outras bactérias, embora não resolva completamente o desafio das infecções resistentes.

O Dr. Michael Lobritz, responsável pelo desenvolvimento do tratamento, destaca a singularidade química e o mecanismo de ação inédito da Zosurabalpina. Esta descoberta representa um passo significativo na busca por soluções em meio à crescente preocupação com a era “pós-antibióticos”. O uso inadequado desses medicamentos ao longo do tempo levou ao surgimento de bactérias resistentes, tornando essas descobertas cruciais para enfrentar esse desafio global de saúde.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *