O programa “PÉ DE MEIA” destinará um pagamento anual de R$ 2 mil a estudantes do ensino médio

Compartilhe...

Na última sexta-feira (26), o presidente Lula, do Partido dos Trabalhadores (PT), juntamente com o ministro da Educação, Camilo Santana, apresentou os detalhes do programa “Pé-de-Meia”. Este programa, sancionado em 17 de janeiro, tem como objetivo incentivar a permanência de estudantes de baixa renda no ensino médio, oferecendo uma bolsa de incentivo no valor anual de R$ 2 mil.

O “Pé-de-Meia” funciona através de uma bolsa-poupança, na qual os estudantes de baixa renda, ao se matricularem, recebem um depósito inicial de R$ 200. Ao longo do ano letivo, comprovando a permanência na escola, os alunos receberão mais nove parcelas de R$ 200, totalizando os R$ 2 mil previstos.

Além do valor anual de R$ 2 mil, corrigido pela inflação, o programa oferece benefícios adicionais para os participantes. Na aprovação de cada ano, os estudantes recebem uma parcela extra de R$ 1 mil, que só poderá ser sacada ao concluir o ensino médio. Adicionalmente, há um incentivo de R$ 200 para os alunos que se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) durante o 3º ano.

Os beneficiários do programa “Pé-de-Meia” são estudantes de baixa renda regularmente matriculados no ensino médio, cujas famílias estejam cadastradas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com renda mensal per capita inferior a R$ 218. Alunos da modalidade de Ensino a Jovens e Adultos (EJA) também têm direito à bolsa, desde que estejam na faixa etária de 19 a 24 anos.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *