Fernando Diniz celebra um ano de triunfos promovendo o futebol arte e a construção de elos

Compartilhe...

Fernando Diniz, o treinador que sempre atraiu elogios pela forma como sua equipe joga, alcançou o ponto alto de sua carreira no último sábado (04), quando liderou o Fluminense na decisão da Copa Libertadores contra o Boca Juniors da Argentina, no icônico Maracanã. Esta é a Glória Eterna, tanto para ele como para sua equipe.

Apesar de ser considerado um dos melhores, se não o melhor, treinador do futebol brasileiro nos últimos anos, Fernando Diniz frequentemente se depara com a desconfiança que o cerca. Essa desconfiança é frequentemente baseada em resultados. Afinal, como pode um treinador tão elogiado ter, até então, apenas um título do Campeonato Carioca (conquistado em 2023) em seu currículo? Parecia que títulos importantes e Diniz simplesmente não se combinavam.

No entanto, a vitória na final da Copa Libertadores elevou o status de Diniz a um novo patamar. Mesmo que ele esteja atualmente como técnico interino da Seleção Brasileira, ganhar o torneio de clubes mais prestigioso da América do Sul tem um valor inestimável. Além de inscrever seu nome na história do Fluminense, o treinador tricolor deu uma resposta a seus críticos. Diniz finalmente pode ter alcançado o ápice de sua carreira.

A oportunidade de conquistar a América veio no mesmo clube que deu a Diniz sua primeira grande chance em 2019. Naquele ano, ele trouxe um futebol atraente, mas teve dificuldades em garantir vitórias. Os resultados ficaram aquém do esperado, sem títulos conquistados, o que acabou resultando em sua demissão.

Mas o que podemos esperar de um treinador que é frequentemente elogiado pela mídia, mas visto como um fracasso pelo público em geral? A resposta pode estar em sua habilidade de trabalhar aspectos mentais com sua equipe.

Fernando Diniz conquistou o título tão desejado na história de 121 anos do glorioso Fluminense. E não poderia haver uma pessoa mais identificada com o espírito do clube do que ele. Diniz mesmo aponta a chave para esse sucesso.

“Trabalhamos juntos por um ano e meio para chegar a este momento. Tudo o que construímos não será descartado. A segurança para viver bem está em focar no trabalho e não apenas nos resultados, que têm um elemento de incerteza. Minha vida e a vida de nossa equipe não estão à mercê dos resultados. Estavamos preparados de corpo e alma, e planejamos esta final desde o ano passado”, afirmou o treinador.

Esse é Fernando Diniz, o homem que muitos consideravam um “fracassado” e que agora alcançou a Glória Eterna em seu próprio tempo e à sua maneira.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *