Estado do Rio registra redução nos índices de roubos de rua

Compartilhe...

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) revelam os resultados dos constantes investimentos do Governo do Estado na segurança pública e do aumento da produtividade policial. Ações que contribuíram para a queda nos índices de diversos tipos de crime. O levantamento levou em consideração os cinco primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.
 
Nas Baixadas Litorâneas, os roubos de rua (a transeunte, aparelho celular e em coletivos) diminuíram 33,3% (511 em 2022, 341 em 2023). Na comparação mensal, essa queda é ainda mais expressiva: 52,8% (108 em maio de 2022, 51 em 2023). Já na região do Médio Paraíba, os números caíram 28,2% (110 em 2022, 79 em 2023), com o menor registro para o mês de maio desde 2016. Na Região Metropolitana do Rio, os dados coletados também apontaram para a diminuição de 15,4% dos roubos de rua (24.770 em 2022, 20.962 em 2023).
 
– Nosso governo já investiu mais de R$ 1 bilhão nas forças de segurança. Os resultados que estamos obtendo são fruto desse aporte financeiro e do trabalho integrado e incessante das polícias Civil e Militar. Nosso principal objetivo é que os moradores do nosso estado se sintam cada vez mais seguros e que o Rio de Janeiro retome o espaço de destaque que sempre ocupou para continuar atraindo cada vez mais investidores – avalia o governador Cláudio Castro.
 
As ações das forças de segurança também resultaram em crescentes êxitos no combate ao tráfico de drogas. No Norte Fluminense houve aumento de 18,1% em apreensão de drogas (1.180 em 2022, 1.393 em 2023). Se comparado apenas o mês de maio, esse salto é ainda maior, de 84,1% (189 em maio de 2022, 348 em 2023). Na Região Noroeste Fluminense, as apreensões subiram 15,7% (778 em 2022, 900 em 2023), assim como na Região Metropolitana (11% – 3.094 em 2022, 3.435 em 2023) e no Médio Paraíba (6% – 1.227 em 2022, 1.301 em 2023)
 
– O roubo de rua é um dos crimes que mais impactam na sensação de segurança da população, então essa redução é muito importante e significativa. As polícias civil e militar e seus esforços contínuos são os grandes responsáveis por esses resultados – afirma Marcela Ortiz, diretora-presidente do ISP.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *