Denúncias de irregularidades no Heliporto do Açu

Compartilhe...

O Grupo de Defesa Ambiental (GDA) emitiu uma carta aberta acusando a Aeropart Participações de violar a legislação ambiental no Heliporto do Açu, alegando que a empresa explorava comercialmente o local, desconsiderando as normativas ambientais. O jornal O Dia reportou que a Aeropart obteve licenças sob falsas alegações de ser um aeródromo civil privado, mas uma vistoria recente do GDA revelou evidências de operação comercial, como a contratação de um veículo de combate a incêndio. O GDA também destacou ações judiciais em curso, incluindo a contratação de um ex-secretário de Aviação Civil, suscitando suspeitas de manobras para acelerar a autorização do heliporto. A 2ª Vara Cível de São João da Barra conduz uma investigação sobre irregularidades no licenciamento, com o Inea e a Anac reforçando a proibição da exploração comercial. As denúncias do GDA levantam questionamentos sobre a legalidade do heliporto, podendo resultar em sanções à Aeropart, incluindo a suspensão da operação. A comunidade local e os órgãos ambientais aguardam o desfecho das investigações para definir o futuro do Heliporto do Açu, que já teve suas obras suspensas em janeiro de 2021 devido a denúncias de danos ambientais.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *