Confirmada a segunda morte por dengue no Rio

Compartilhe...

O secretário municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, confirmou a segunda morte por dengue no município, elevando para quatro o número de óbitos pela doença no estado, com dois na capital, um em Mangaratiba e um em Itatiaia.

A segunda vítima, um homem de 23 anos de idade, residente de Senador Camará, apresentou sintomas como febre, dores musculares, vômito, náusea, dores nas articulações e atrás dos olhos, sem histórico de doenças pré-existentes. Após 3 dias, o quadro evoluiu para sinais de alarme e gravidade, como queda abrupta de plaquetas, hipotensão postural e sangramento espontâneo de mucosa, sendo detectável no exame RT-PCR o vírus da dengue tipo 2 (DENV2).

De acordo com dados do Painel Monitora, da Secretaria de Estado de Saúde (SES-RJ), de janeiro até o dia 13 de fevereiro, o estado registrou 39.311 casos prováveis de dengue. No ano anterior, foram contabilizados 51.479 registros prováveis da doença, com 32 mortes, segundo o Centro de Inteligência em Saúde (CIS-RJ) da secretaria.

Diante do aumento do número de internações por suspeita de dengue, a cidade do Rio de Janeiro entrou em situação de emergência em 5 de fevereiro. A prefeitura implementou um plano de contingência, que inclui a abertura de dez polos de atendimento, a criação do Centro de Operações de Emergência (COE-Dengue) e a disponibilização de leitos para pacientes com dengue nos hospitais municipais. Além disso, estão previstas medidas de combate ao mosquito Aedes aegypti, como o uso de carros fumacê e a entrada compulsória em imóveis fechados e abandonados.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *