Circuito Ecoanzol de Pesca de Praia neste fim de semana, em Quissamã

Compartilhe...

Nos próximos dias 25 e 26, acontecerá a primeira etapa do Circuito Ecoanzol de Pesca de Praia, na praia de João Francisco, em Quissamã. Pescadores esportistas interessados devem entrar em contato pelo número (22) 9 9982-9659 para a inscrição. Ao todo, foram disponibilizadas 140 vagas, e até o momento 98 vagas foram preenchidas, de acordo com o Diretor da ONG Ecoanzol e organizador do evento, Marcelo Fernandes. 

O circuito é formado por duas competições de beira de praia, sendo a segunda etapa nos dias 02 e 03 de setembro, na praia de Barra do Furado, também no município de Quissamã. As duas etapas possuem premiações individuais, que são em dinheiro e troféus. Além disso, brindes serão sorteados no decorrer do evento.  Ao final da segunda etapa, em setembro, os três finalistas masculinos e as três finalistas femininas receberão premiações em varas importadas de competição de pesca.

De acordo com Marcelo, o objetivo é fomentar o turismo sustentável, a gastronomia local e a geração de trabalho e renda. “Pessoas das comunidades tradicionais atuam com a gente no evento e tudo que arrecadamos é revertido para o município”, informou. Ainda segundo Marcelo, com a chegada intensa de turistas durante o evento, os setores de hotelaria e aluguel de imóveis também ganham. “Este ano, além de participantes dos municípios do Rio, receberemos atletas do Espírito Santo e São Paulo”, contou o organizador. 

Para o vice-prefeito e secretário de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca de Quissamã, Marcelo Batista, o evento é um importante atrativo e movimenta a cidade fora do verão. “É um momento de integração para a região. Para a primeira etapa, neste fim de semana, temos pousadas com 100% das acomodações preenchidas. O Circuito aumenta o turismo, divulga as belezas naturais do município e gera renda. É um evento importante para Quissamã, mas também para todos os municípios vizinhos”, ressaltou o secretário. 

No sábado, o circuito será iniciado às 14h, com encerramento previsto para às 18h. Já no último dia da primeira etapa, domingo, será servido um café da manhã às 5h15 à beira-mar, às 7h será iniciada a competição, com encerramento às 11h. Para fechar, às 12h30, um almoço será servido para todos os competidores. 

ONG Ecoanzol

A preservação e a educação ambiental fazem parte do projeto e também da organização do circuito, por meio de um trabalho de conscientização ambiental com todas e todos participantes. Atualmente, o projeto atua também com a pesca científica, voltada para a conservação. 

A presidente da Ecoanzol, Luísa Salles, conta que a ONG nasceu em 2006, inicialmente com o objetivo de desenvolver a pesca esportiva. Entretanto, segundo ela, com o passar do tempo, outros conflitos foram sendo reconhecidos e o projeto começa a aderir questões sociais. “Começamos a entender que precisávamos expandir as ações do projeto e hoje a Ecoanzol tem a meta definida de implementar ações de sustentabilidade, com desenvolvimento social, econômico e ambiental. Além disso, prezamos pela cultura como um eixo transversal”, destacou. 

Luísa conta ainda que os campeonatos de pesca estavam desativados há mais de 30 anos. “Nós entendemos que o turismo sustentável que é gerado por essa ação é essencial para manter condições econômicas locais. Temos o cuidado de manter o dinheiro que o município investe dentro do próprio município”, explicou. 

O projeto atua no Norte e Noroeste Fluminense com desenvolvimento de ações de economia solidária, educação ambiental, gestão de recursos hídricos, de pesca científica, esportiva e desportiva. 

Arte: Divulgação/Ecoanzol

Por: Tatiana Rangel

Foto: divulgação/Ecoanzol

Aguas do Paraiba - Pague com PIX 800x250

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *