Centro de Controle Populacional de Cães e Gatos é implantado em SJB

Compartilhe...

A prefeitura de São João da Barra inaugurou o Centro de Controle Populacional de Cães e Gatos (Cecop) nessa segunda-feira (17), em Atafona. O objetivo é manter controlada a população de cães e gatos mediante esterilização, incidindo diretamente na redução da reprodução das espécies. A inauguração contou com a presença da deputada estadual, Carla Machado, do reitor em exercício da Uenf, Olney Motta, dos vereadores Alan Barreto, Carlos Machado, Junior Monteiro e Sônia Pereira, além de servidores municipais e pessoas da comunidade.

“Criamos este Centro de Controle Populacional de Cães e Gatos para incentivar a posse responsável, controlar a proliferação desenfreada, proteger o meio ambiente com a preservação das espécies, promover a saúde prevenindo doenças e aumentando o tempo de vida dos animais, além de diminuir, nas vias públicas, os riscos de acidentes com veículos e pedestres, e os casos de abandono, que são considerados crime”, declarou a prefeita Carla Caputi.

A meta, de acordo com a prefeita, é continuar avançando na implementação de políticas públicas como essa. “Dando continuidade a esta ação, teremos em breve no município o ‘castramóvel’ para que esse serviço desenvolvido em Atafona seja expandido para outros distritos de maneira itinerante – anunciou.

“Neste primeiro momento estaremos efetuando o cadastramento dos cuidadores nas casas através dos agentes de endemias de cada localidade e realizando triagem para atender animais semidomiciliados (aqueles que moram na rua, mas têm alguém que alimenta) e animais que são de pessoas que possuem muitos. A triagem terá atendimento prioritário respeitando a condição sócioeconômica e animais adotados nas feiras do município”, explicou a secretária municipal de Saúde, Arleny Valdés. 

O Centro terá a coordenação do Núcleo de Controle de Zoonoses e o funcionamento será de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h, na rua João Batista de Almeida, 433, mediante agendamento e atendimento aos tutores agendados para cirurgia dos animais. Serão realizadas cirurgias de esterilização de duas a três vezes na semana, de acordo com a demanda, incluindo a consulta e exames pré e pós-operatório. Entre os profissionais que atuarão estão: médicos veterinários, auxiliares de veterinária e cuidadores de animais.

O diretor do Núcleo de Controle de Zoonoses, Marcos Machado, enfatizou que o Cecop não vai funcionar para receber animais de doação e nem cães e gatos que são abandonados por seus donos. “A Secretaria Municipal de Saúde instalou câmeras de vigilância para filmar quem eventualmente pretender abandonar os animais no local. O abandono de animais, de acordo com a Lei 9.605/98, prevê uma multa a partir de R$ 5 mil reais, para quem cometer este tipo de crime, com pena de prisão que pode levar de dois a três anos de prisão”, frisou Marcos.

Aguas do Paraiba - Pague com PIX 800x250

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *