Carla Machado: Desafiando os críticos a cada campanha, ela continua sendo candidata

Compartilhe...

A deputada estadual Carla Machado (PT) não demonstrou preocupação com a condenação em segunda instância revelada pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) comunicada à Justiça Eleitoral. Ela ressaltou que ainda cabe recurso. No domingo (05), a ex-prefeita de São João da Barra relembrou que, desde 2008, seus opositores sempre afirmam que ela não pode ser candidata em todas as eleições que disputou, incluindo três vezes como prefeita e duas vezes como deputada estadual, todas com sucesso. Ela afirmou: “Toda vez que chega a época de campanha, meus adversários dizem que não posso ser candidata, mas no final, todos sabem que eu sou candidata. Recentemente, transferi meu título para Campos, o que causou grande agitação nos bastidores da política.”

Carla também enfatizou que as acusações foram superadas em primeira instância na Justiça Federal e no Tribunal de Contas do Estado (TCE). No entanto, após a ação ser considerada improcedente na Justiça Federal de Campos, o Ministério Público Federal e a Controladoria-Geral da União recorreram, e o TRF-2, por maioria, reformou a sentença. Os advogados da deputada já apresentaram recurso na tentativa de resolver a situação.

Quanto à sua pré-candidatura a prefeito de Campos em 2024, há controvérsias sobre a tese do “prefeito itinerante”, já que ela foi reeleita como prefeita em 2020 em um município vizinho. No entanto, alguns advogados argumentam que o caso é atípico, uma vez que Carla renunciou ao mandato em 2022, participou e venceu a disputa para deputada estadual. Em qualquer caso, a transferência do título eleitoral para Campos um ano antes das eleições já gerou discussões nos bastidores da política.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *