Campos sediará Encontro Internacional de Astronomia a partir desta quinta-feira

Compartilhe...

Começa nesta quinta-feira (27), às 9h, no Teatro Municipal Trianon, o 15º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica com o tema “Novos Tempos, Novos Desafios” e, entre as novidades, estão o Astroturismo e a preservação do céu escuro por conta do reconhecimento do Parque do Desengano, que completou 53 anos este mês e foi reconhecido como o primeiro Dark Sky Park da América Latina. O evento, que segue até o dia 29, tem o apoio da Prefeitura de Campos, por meio da Secretaria de Turismo. Nos dois últimos dias, o encontro será no Instituto Federal Fluminense (IFF) Campos – campus Guarus. A entrada é gratuita. Interessados em receber certificado de participação devem se inscrever AQUI.

O evento terá a participação de nove palestrantes de cinco países: Moçambique, Noruega, Estados Unidos, Argentina, além de outros estados do Brasil. A norte-americana Bettymaya Foott, diretora de Associação Internacional do Céu Escuro e que reconhece os parques escuros no mundo, já está em Campos e participou nesta terça-feira (25) de uma visita técnica ao Parque Estadual da Lagoa do Açu (Pelag) e outros pontos da Baixada Campista, acompanhados de técnicos da Secretaria de Turismo.  

O coordenador do Clube de Astronomia Louis Cruls, Marcelo de Oliveira, que também preside o comitê de organização do evento, falou sobre a visita dos palestrantes à região. “Eles estarão conhecendo regiões com pouca iluminação, ou seja, favoráveis a observações, e isso poderá ajudar a divulgar essas regiões no mundo inteiro, por meio do Astroturismo. A gente participou do grupo de reconhecimento do Parque do Desengano, na área de astronomia, e sabemos que é um local favorável à observação do céu por não ter poluição luminosa. O Astroturismo poderá trazer benefícios para Campos e região, pois traz turistas interessados no tema”.

Entre os participantes do evento está o engenheiro aposentado na NASA Gabe Gabrielle, que também fará visitas a escolas municipais. Gabrielle tem levado sua experiência a vários países do mundo. Essa é a terceira vez que ele participa do evento, que teve todas as suas edições realizadas em Campos. 

“A gente espera que este evento tenha como resultado novos polos de astronomia, tanto em Campos quanto na região, principalmente com a participação de jovens estudantes e que a ação do turismo seja uma porta de entrada para os jovens na ciência. Também surge perspectiva nova para estes jovens” ressaltou Marcelo de Oliveira, astrofísico e também professor da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). 

As 15 edições do evento aconteceram em Campos, sendo uma online durante a pandemia da Covid-19. Marcelo explica que, neste período, Campos vem participando intensamente das atividades propostas, como já acontecem em concursos de poesia, descobertas de asteroides, inclusive que já receberam nomes de dois alunos da rede municipal de Rio Preto e Tocos e, também, participação nas apresentações do projeto da Ópera da Ciência, além de contribuir de forma interdisciplinar de conteúdos na sala de aula.

Confira AQUI toda a programação.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *