Após as enchentes e deslizamentos, chuva intensa, deixou um total de 12 mortos na região do Rio de Janeiro

Compartilhe...

As fortes chuvas que assolam a região Sudeste desde sexta-feira (22) resultaram em oito mortes no Rio de Janeiro e quatro no Espírito Santo.

A situação mais crítica ocorre em Petrópolis, na Região Serrana do RJ, onde foram registrados mais de 340 mm de chuva desde sexta-feira. Esse volume representa uma quantidade significativa de precipitação em um curto período, ultrapassando a média mensal de março na cidade, que é de 250 mm.

As intensas chuvas têm deixado o solo instável, ocasionando deslizamentos. De acordo com informações da Defesa Civil, foram registrados 238 deslizamentos na cidade.

Um desses deslizamentos resultou na destruição da casa de uma família, resultando na perda de quatro vidas. No entanto, um raio de esperança surgiu quando uma menina de quatro anos foi resgatada com vida após passar 15 horas sob os escombros. Ayla, embora tenha perdido seus pais, irmão e avó, está fora de perigo. O resgate emocionou tanto os bombeiros quanto os moradores locais. O pai da menina, Douglas José de Souza, de 24 anos, sacrificou-se para protegê-la, utilizando seu próprio corpo como escudo.

Além dessas tragédias, em Teresópolis, uma criança de 8 anos e um adolescente de 14 perderam a vida após o desabamento de três residências. Em Arraial do Cabo, um homem foi fatalmente atingido por um raio, enquanto em Duque de Caxias, um motorista morreu quando o caminhão que dirigia capotou na pista molhada e caiu em um córrego.

Essas chuvas intensas são resultado de uma frente fria proveniente da região Sul, que trouxe um fim à onda de calor que prevalecia na região na semana anterior. Atualmente, essa frente fria encontra-se estacionada entre o norte do Rio de Janeiro e o sul do Espírito Santo.

A previsão é de que as chuvas continuem no domingo (24). O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) alerta para o alto risco de enchentes, enxurradas e deslizamentos.

Os municípios mais vulneráveis a deslizamentos são Petrópolis e Teresópolis, no Rio de Janeiro, e Bom Jesus do Norte, no Espírito Santo. Na cidade do Rio de Janeiro, há possibilidade de chuvas a qualquer momento durante o dia.

Águas do Paraíba dívida zero com até 65 de desconto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *