NF-Transplantes e Amigos do Rim realizam ação para incentivar a doação de órgãos

Compartilhe...

Nesta quarta-feira (27) é celebrado o Dia Nacional da Doação de Órgãos e Tecidos, data dedicada para incentivar a doação de órgãos. Em Campos, equipes da Associação Amigos do Rim (AAR) e do Programa NF-Transplantes, vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, realizaram mais uma atividade junto à população sobre a importância desse ato que ajuda na continuidade da vida de outras pessoas.

A ação aconteceu na Praça Quatro Jornadas, no Centro, e contou com abordagem direta aos munícipes, com participação de doadores e também de pacientes que aguardam na fila de transplante, além de aferição de pressão arterial e glicemia.

As doações de órgãos só acontecem após uma série de processos e protocolos de segurança, incluindo o diagnóstico de morte encefálica, a autorização familiar para doação, a avaliações médicas e a realização de exames, incluindo gráfico eletroencefalograma. E, daí a importância de se trabalhar a informação, o conhecimento e a conscientização junto à população.

“Temos sentido uma melhora quando vamos entrevistar as famílias, não só porque autorizam, mas porque já chegam com uma noção do que seria a doação do órgão. A gente só entra no processo de doação quando todos os protocolos estão fechados e é importante que a população saiba disso. É seguro, é idôneo. O processo de doação é um ato de amor e salva vidas. Pedimos para quem tem o desejo de doar, que converse com a família, pois é esta que tem a autoridade final para fazer a doação de órgão”, disse o psicólogo Luís Cosmelli, integrante da equipe do NF-Transplantes.

Cosmelli ressaltou ainda que recentemente assistiu uma reportagem que dizia que no Brasil havia aumentado muito a recusa familiar para a doação de órgãos, mas que Campos está na contramão da história. 

“O NF-Transplantes em 15 dias está com três autorizações seguidas, com órgãos já captados e estamos com novas demandas no hospital”, ressaltou. Somente este ano já foram realizadas 7 doações, que resultaram na captação de 2 corações, 2 córneas, 6 fígados e 14 rins, totalizando 24 órgãos direcionados para receptores cadastrados no Programa Estadual de Transplantes do Rio de Janeiro (PET-RJ).

Durante a ação, a presidente da Associação Amigos do Rim, Greice Vasconcelos, disse que 67 mil pessoas de todo país estão na fila de transplante, sendo que 37 mil buscam por um rim. 


“Convidamos a população para que ela fique atenta, para que deixe o seu desejo de ser um doador e para que a família respeite essa vontade. Nossa intenção hoje é clamar para a população, principalmente a campista, sobre a necessidade de estarmos juntos falando de algo que é dolorido, que a morte e a vida ao mesmo tempo, mas que pode salvar tantas outras”, disse Greice.

Aguas do Paraiba - Pague com PIX 800x250

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *