Dia Nacional da Imunização alerta para a importância das vacinas na prevenção de doenças

Compartilhe...

Nesta sexta-feira (09) comemora-se o Dia Nacional da Imunização. Na opinião do superintendente da Rede Campos de Saúde Pública, infectologista Charbell Kury, esse dia deve ser celebrado sempre. Segundo ele, de todas as intervenções em saúde pública, as vacinas são as que mais fazem a diferença entre a vida e a morte.

O Dia Nacional da Imunização tem como objetivo lembrar a importância das vacinas na proteção de doenças imunopreveníveis. O Programa Nacional de Imunizações do Brasil é um dos mais completos do mundo, oferecendo 45 diferentes imunobiológicos para a população.

Charbell Kury disse que as vacinas são a estratégia de prevenção mais bem sucedida que existe. “Elas previnem desde uma doença infectocontagiosa, como a gripe, a um câncer de fígado, quando a pessoa recebe a vacina contra a hepatite B”, afirmou ele, destacando que, ao fazer uma análise de todas as estratégias dos últimos anos, uma das maiores experiências mundiais já vividas foi o controle da pandemia pelo coronavírus por meio da vacina.

“Não há outra intervenção, medicação ou estratégia de internação contra a Covid mais eficaz que a vacina. Um exemplo é que hoje podemos circular sem máscara”, explicou Charbell, ressaltando ser motivo de comemoração a aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) do registro da vacina Qdenga, que é composta por quatro diferentes sorotipos do vírus causador da dengue.

“Independente de terem tido dengue ou não, pessoas com idade entre 04 e 60 anos poderão tomar a Qdenga, cuja proteção chega a 80%”, disse o médico. A vacina, que acabou de ser lançada mundialmente, deverá estar disponível em clínicas particulares do país a partir do segundo semestre deste ano.

Outras vacinas como a que previne contra a malária, segundo o infectologista, também estão prestes a serem lançadas em todo o mundo. “No Brasil, a novidade serão as novas vacinas pneumocócicas, que protegem contra a sinusite e pneumonia”, afirmou Charbell, acrescentando que “falar de vacina é falar de uma proteção ampla e irrestrita”.

Foto: Agência Brasil

Fonte: Secom/Campos

Aguas do Paraiba - Pague com PIX 800x250

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *